12. jun, 2015

Como Aplicar o Feng Shui em Casa com Crianças - parte 1

¨As crianças precisam ser protegidas e cobradas de acordo com suas necessidades e capacidades, protegidas nas situações das quais não conseguem se defender, e cobradas naquilo que estão aptas a fazer¨. (Içami Tiba)

Há dois dias vi uma mensagem em uma rede social que me chamou a atenção, pois dizia que trabalho infantil é crime e fazia alusão às tarefas domésticas. Que fique bem claro, eu não sou a favor do trabalho infantil, principalmente  quando há abuso e exploração, mas sou a favor do ensinamento de Içami Tiba - acima - acredito que a criança deve ser introduzida gradualmente às tarefas domésticas de acordo com seu desenvolvimento.

Tenho um filho de dois anos e no dia a dia, quando eu e meu marido organizamos a casa, ele pede, à maneira dele, para ajudar, quer varrer, limpar o pó, cozinhar, entre outras tarefas que nos vê fazendo. Sei que ele faz por imitação, mas eu nunca o repreendo ou digo que ele não pode ou não tem condições de fazer, a não ser que isso o ponha em risco, como mexer em produtos de limpeza ou subir na escada que usamos para a limpeza, por exemplo.

Então, a medida que ele pede para aprender, eu procuro ensiná-lo, isso porque eu acredito que formamos um adulto a partir do exemplo, da tentativa e erro e através da experimentação, como ele poderá valorizar seu lar, o trabalho de terceiros ou aprender se não ¨colocar a mão na massa¨?

Resolvi abordar esse assunto desta forma, pois vejo que a grande preocupação dos casais com filhos é como aplicar o Feng Shui, ou seja, preservando a manutenção da casa, a organização e a limpeza, além da utilização de cores, objetos, etc, quando se tem filhos?

Eu escuto com muita frequência as pessoas dizerem que deixarão isso para mais tarde quando os filho estiverem grandes e conseguirem manter as coisas em ordem, isso porque crianças riscam paredes, destroem sofás, quebram objetos e espalham brinquedos por toda a casa, entre outras travessuras.

Acredite, como mãe e dona da casa, sei como é difícil administrar casa e filhos, mas como educadora do meu filho garanto que as crianças nos escutam e entendem o que falamos. Se tivermos paciência não precisamos adaptar a casa aos ¨prazeres de nossos filhos¨, podemos adaptá-los à casa sem traumas. Isso porque desde cedo você pode orientar a criança:

  • Ensinando-a em quais objetos ela pode ou não mexer.
  • Mantendo um espaço para que ela possa fazer suas refeições e lanchinhos longe do sofá.
  • Mostrando que pinturas e desenhos são feitos somente em papel ou criando um espaço para isso através de rolos de papel que são pregados na parede ou mesmo usando tinta lousa.
  • Ajudando-a a organizar brinquedos em caixas, armários e prateleiras, de forma que a criança saiba onde encontrar cada coisa. Isso lhe dará senso de organização, além de segurança por ter um referencial e saber que pode encontrar seus brinquedos sempre no mesmo lugar.
  • A medida que a criança cresce ajude-a a se desfazer de brinquedos que não usa mais e manter somente o que é realmente importante, estimule-a a praticar o desapego, à compartilhar e te ajudar a manter um fluxo de energia positivo dentro de casa. Não se desfaça de nada sem seu consentimento, a doação deve ser espontânea, mas estimulada e valorizada sempre.
  • Mantenha a identidade de cada cômodo conforme seu uso, com móveis e objetos adequados, não transforme a casa em uma gigantesca brinquedoteca.
  • Peça ajuda para guardar brinquedos e organizar o quarto,  mantendo-a responsável por seus pertences. Para facilitar essa tarefa, transforme esse momento em algo prazeroso, crie um jogo ou um quadro de recompensas com adesivos.
  • E nos locais onde a família se reúne com mais frequência, como a sala de jantar, a sala de estar e cozinha, coloque fotos da família, desenhos e objetos feitos pelos familiares, isso reforça a união, a comunicação e o amor, pois valoriza cada membro, incluindo a importância da criança neste contexto.

Portanto, não desvalorize seu lar, permitindo que seus filhos quando pequenos o desintegre aos poucos. Mantendo uma boa energia, a limpeza e a organização, você garante o aconchego, o bem estar, a segurança física e mental e, consequentemente, a qualidade de vida de sua família.

Pense nisso!

Muita luz!

Cristiane Mazará

Aguarde! Na segunda parte deste artigo eu lhe trarei dicas sobre como harmonizar o quarto das crianças.

Leia também: Como Aplicar o Feng Shui em Casa com Crianças - parte 2

Fonte da Imagem: Baby on blanket by watering can with flowers - www.dreamstime.com